Procuradora da Mulher apresenta ações em Congresso paranaense de Vereança

por Cristina Imprensa publicado 26/03/2022 12h55, última modificação 26/03/2022 13h03
O intuito é multiplicar o número de Procuradorias da Mulher nos municípios do Estado e fortalecer as ações

As ações desenvolvidas pela Procuradoria da Mulher da Câmara Municipal de Guarapuava foram apresentadas às Vereadoras e aos Vereadores de todo o Paraná que participaram do 11º Congresso de União e Fortalecimento da Vereança, nesta sexta-feira (25), em Curitiba.

Com o intuito de multiplicar o número de Procuradorias da Mulher nos municípios do Estado e fortalecer as ações dos órgãos já existentes, a Vereadora e Procuradora da Mulher de Guarapuava, Bruna Spitzner, detalhou o passo a passo de como foi a criação na cidade, seu funcionamento e avanços.

“A nossa Procuradoria integra uma Rede de Enfrentamento consolidada e atua na fiscalização direta dos direitos das mulheres através dos aparelhos municipais e estaduais. Quando temos uma Procuradoria instalada, nós trazemos de forma mais atuante o Poder Legislativo como parceiro e fortalecedor dessa luta por equidade, por representatividade, por pluralidade na política, por leis efetivas que garantam proteção, suporte e vida plena às mulheres”, avaliou.

A partir do exemplo do próprio Poder Legislativo Municipal, Bruna destacou a necessidade de os homens se somarem a esta pauta que, de forma direta, beneficia a sociedade como um todo. “Em nosso município o Projeto de Resolução que criou a Procuradoria foi assinado por quatro Vereadores, em 2019. Hoje, eles e os demais eleitos se somam às nossas ações, encaminham mulheres para acolhimento, nos trazem denúncias e nos auxiliam na aprovação de projetos voltados à pauta da mulher”, enfatizou.

Também compondo a mesa, a Deputada Estadual e Procuradora da Mulher da Assembleia Legislativa do Estado do Paraná, Deputada Cristina Silvestri, foi enfática ao afirmar que a sociedade precisa de mulheres na política. “A violência contra a mulher no meio político começa na escolha das candidatas, no financiamento de campanha e, posteriormente, na condução de mandato, quando eleita. Leis mais humanas são necessárias para combater a predominância de homens na política e consolidar os espaços políticos como espaços de equidade. Precisamos compreender que a sociedade toda é atacada quando uma mulher sofre violência e, por isso, estamos atuando para todos e todas”, relembrou.

Completando a mesa, estava a Vereadora e Procuradora da Mulher de Paranaguá, Vandecy Dutra. “Mulher na política sofre muito por violência e estamos caminhando em nossa cidade para instituir o Plano Municipal. Cidades como Guarapuava já possuem essa estruturação e nós vemos os avanços”, destacou.

Prestigiando e apoiando as discussões do painel, estavam os Vereadores de Guarapuava Sidão, Celso Costa, Danilo Dominico, Joel Barbosa e Wilson Anciuti.

“Esses cursos nos dão subsídio para termos novas ideias, propostas e ferramentas de trabalho nesta temática. Lembro que foi através de um Congresso como este que, em 2019, conhecemos e estruturamos o que veio a ser nosso Projeto de Resolução de criação da Procuradoria em Guarapuava. Hoje vemos com muita felicidade os resultados e conquistas que já tivemos a partir dessa iniciativa”, destacou Celso Costa, que é um dos autores do projeto, juntamente com os Vereadores Márcio Carneiro, Gilson da Ambulância e o então Vereador Guto Klosowski.

 

registrado em: