Você está aqui: Página Inicial / Imprensa / Notícias / Câmara apoia movimento “Assédio não é bacana, é crime!”

Câmara apoia movimento “Assédio não é bacana, é crime!”

por Cristina Imprensa publicado 01/10/2021 14h45, última modificação 05/10/2021 16h55
A ação foi coordenada pela Coronel Rita Aparecida de Oliveira e teve o apoio do Poder Legislativo e da Procuradoria da Mulher de Guarapuava

O plenário da Câmara de Guarapuava foi a sede de um encontro muito importante nesta quinta-feira, 30 de setembro, promovido pela Polícia Militar do Paraná em apoio ao movimento “Assédio não é bacana, é crime!”. A ação foi coordenada pela Coronel Rita Aparecida de Oliveira e teve o apoio do Poder Legislativo e da Procuradoria da Mulher de Guarapuava.

A iniciativa percorre o país e é promovida em protesto para revisão da sentença do Conselho Especial de Justiça Militar que absolveu o tenente-coronel da Polícia Militar do Paraná e médico Fernando Dias Lima, conhecido como Doutor Bacana, dos crimes de atentado violento ao pudor e assédio sexual contra mais de 40 vítimas.

A Procuradora da Mulher da Câmara de Guarapuava, Vereadora Bruna Spitzner, o Presidente da Casa, vereador João Napoleão, e as Vereadoras Professora Bia, Professora Terezinha e Cris Wainer se uniram às lideranças femininas da cidade para manifestar apoio público a esta luta.

Durante o evento, houve apresentação e assinatura de uma Carta Aberta com adesão de todas as instituições e autoridades presentes, incluindo Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres, OAB Guarapuava, Conselho dos Direitos da Mulher, Marcha Mundial de Mulheres – Guarapuava, ACIG, Clube Soroptimista, Procuradoria da Mulher da ALEP e lideranças do município de Pitanga.

registrado em: